terça-feira, 2 de novembro de 2010

NA CIDADE DAS MANGUEIRAS, AS MANGUEIRAS VIRARAM LIXEIRAS

As lentes atentas de uma integrante do GCLB registrou um triste flagrante: nossas belas mangueiras, patrimônio histórico e ecológico de Belém, se transformaram em lixeiras urbanas. É lamentável, mas é nelas que as pessoas deixam o lixo de suas casas, prédios e comércios.
Registre-se, ao mesmo tempo, a grande dificuldade em localizar lixeiras da Prefeitura nas quais o lixo pudesse ser devidamente acondicionado.
Tais constatações ocorreram nas ruas do centro de Belém, tais como Serzedêlo Correra, Braz de Aguiar, Pe. Pernambuco e Conselheiro Furtado.
A integrante do Grupo de Combate ao Lixo de Belém, que registrou os flagrantes disse que, com muita tristeza, lembrou-se da Carta de Mário de Andrade a Manoel Bandeira na qual falava do direito de sentar à frente das mangueiras em Belém e ver o tempo passar. Nessa carta o autor declarava Quero Belém como se quer um amor”.  Belenenses: precisamos resgatar este sentimento.

Abaixos os registros fotográficos  feito em 18.08.2010.



2 comentários:

Neto disse...

O que falta é isso, sentimento para esta cidade...pois vemos as pessoas não cuidando da cidade, deixando o lixo em qualquer lugar, jogando lixo dentro do ônibus, na rua...cidadão não é você só no dia da eleição, ser cidadão é cuidar de cidade aonde mora.

Anja na Terra disse...

E já virou comum encontrar placas "Proibido jogar Lixo Aqui", "Não jogue lixo aqui" em lugares que já deveria ser óbvio que não é lugar de jogar lixo.