quinta-feira, 25 de novembro de 2010

primeiro dia de seminário tem ampla participação da sociedade

O primeiro dia do seminário interdisciplinar para debater a questao do lixo em Belém teve ampla participação da sociedade. Pessoas das mais diversas profissoes participaram do evento, revelando que a nossa sociedade nao suporta mais essa cara de sujeira e essa insustentabilidade que se vê por aqui. Como será a nossa cidade daqui a dez anos? Depende da atitude que vamos adotar hoje:. A proposta do GCLB é de exigir a adequada gestão dos resíduos sólidos, reagir contra uma empresa que - contratada a peso de ouro para fazer a  coleta do lixo - o atira em nossos cursos d´água., em uma atitude criminosa.
Com o seminário foi possível constatar que muitos munícipes têm a mesma preocupação dos integrantes do GCLB: tornar a cidade sustentável por meio de uma mudança de atitude individual para, em seguida, exigir do Poder Público um projeto de gestao adequada dos resíduos sólidos.










O Grupo de Combate ao Lixo em Belém – GCLB realizou ontem (25), no auditório do CESUPA,  o  seminário “A situação do lixo em Belém: Uma visão interdisciplinar", que contou com a presença de várias autoridades, representante da Secretaria de Saneamento do Município  e membros da sociedade em geral. O seminário tem dois grandes objetivos: a) chamar a atenção da população para o fato de que a falta de gestão do lixo em Belém tem consequencias graves, tanto que se tornou uma questão social: atinge a saúde pública, diminui a nossa autoestima, aumenta a criminalidae, afugenta o turismo, nos faz perder tempo e dinheiro parados no trânsito sempre que cai uma chuva forte e, por conta do lixo, as ruas ficam alagadas, faz decair o valor de nossos imóveis (quem quer morar em uma cidade insustentável, suja e violenta?) , nos faz gastar mais com coleta de lixo pois as empresas recebem por tonelada; e b) levantar dados e informações, sugestoes sobre o projeto de  gestão dos resíduos sólidos; ouvir as pessoas que se debruçaram sobre o problema. 
 
A abertura do evento foi feito pela Dra. Ana Maria Magalhães, coordenadora do movimento, na qual mencionou o objetivo do Grupo e do seminário. Em seguida, a palavra foi dada ao Dr. Waldecir Andrade, representante da SESAN, que fez uma apresentação em slides, mostrando o trabalho que a SESAN realiza diariamente no combate e retirada dos lixo da nossa cidade. O representante do município de Belém durante suas explanações disse que a secretaria faz sua parte, mas as pessoas continuam jogando seus lixos nas vias públicas e canais de Belém. Informou que o Aurá é o destino dado às toneladas de lixos e entulhos que são coletados diariamente não só em Belém como também em Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara, isto é, na em toda a Região Metropolitana. 
Palestraram também a professora Loiane Verbicaro, Coordenadora Adjunta do Curso de Direito do CESUPA, a Dra. Luciana Fonseca, o Dr. Bruno Valete, a senhora Alice Costa, trabalhadora do lixão do Aurá e membro do Movimento Nacional dos Catadores de materiais recicláveis, o representante da  ONG NoOlhar, Sr. Marcos Wilson, que expos sobre a necessidade de se reciclar o lixo doméstico. Durante os debates, a platéia, que lotou o auditório, fez várias perguntas aos componentes da mesa, mas, principalmente ao representante do órgão que coleta o lixo, a SESAN.
No final, os participantes se mostraram preocupados com a falta de um projeto palpável e exequível a medio prazo em relação à gestao do lixo que assola Belém,. 
A “luta” contra o lixo para mudar a “cara de lixo” que hoje Belém ostenta, por se tratar de uma questão complexa, é uma tarefa árdua, que exige participação de toda a sociedade: unidos, façamos a nossa parte e exijamos que a Prefeitura faça a dela, isto é, que implemente, no prazo mínimo, um projeto de gestao de lixo. 
Hoje, (26), terá prosseguimento o segundo dia do seminário, onde haverá mais discussões sobre a questão do lixo e suas conseqüências à população.

2 comentários:

Dayse disse...

Parabéns pela iniciativa, Belém precisa realmente se unir para combater esse sério problema, dar o primeiro passo é fundamental.

Marcelo Carvalho disse...

A coordenação do Grupo de Combate ao Lixo Belém está de parabéns, o 1º dia do seminário foi um sucesso.

Os palestrantes e o público promoveram debates excelentes.

O grupo sairá fortalecido deste evento.

Marcelo Carvalho